Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Celam: Papa no Iraque foi encontro histórico com uma comunidade sofrida

Por Vatican News – 09/03/2021
Agradecendo ao Papa Francisco “por seu testemunho de proximidade com aqueles que enfrentam as consequências da guerra, perseguição e sofrimento”, a mensagem lança um convite aos bispos da América Latina e do Caribe a fim de que promovam “entre os sacerdotes, os religiosos e os fiéis a oração constante que acompanha o Sucessor de Pedro para que sua visita ao Iraque produza frutos pastorais abundantes e promova o diálogo inter-religioso”

O Papa Francisco chegou a Roma pouco depois do meio-dia (hora local) desta segunda-feira (08/03) de retorno do Iraque ao término de sua 33ª Viagem Apostólica Internacional. Tratou-se de uma viagem “histórica”, como foi definida por muitos, incluindo o Celam (Conselho Episcopal Latino-Americano).

Numa mensagem, os bispos expressam sua gratidão ao Papa por ter visitado “um país onde vive uma pequena e sofrida comunidade católica”, ao qual o Celam expressa sua “proximidade”, rezando para que “esta histórica visita pastoral, feita no contexto da pandemia da Covid-19 que está flagelando o mundo, possa dar frutos”.

Corajoso testemunho dado pelo Papa Francisco

Foi “uma viagem ao berço da civilização – escreve o Celam – que atualiza o sinal de nosso pai Abraão que une cristãos, judeus e muçulmanos e nos torna membros da mesma família humana”.

Os bispos latino-americanos enfatizam, em seguida, “o corajoso testemunho oferecido por nosso amado Papa Francisco”, visitando aqueles que “sofrem as consequências do radicalismo religioso, até o ponto do martírio”.

Um peregrino da fraternidade universal

O Pontífice se apresentou como “um peregrino da fraternidade universal – lê-se ainda na mensagem episcopal – e sua visita será um instrumento que, sem dúvida, encorajará e animará a fé desta Igreja perseguida e sofredora”.

A viagem do Papa ao Iraque “fará parte dos acontecimentos mais importantes da história – evidencia o Celam – e permanecerá impressa nos corações de nossos irmãos iraquianos que jamais esquecerão que o próprio Santo Padre esteve entre eles”.

Que esta viagem ajude a superar o ódio e a violência

A esperança, mas também a certeza, é que esta viagem “ajude a superar o ódio e a violência, promovendo o respeito pela santidade da vida”, diz ainda o Celam na referida mensagem.

Agradecendo novamente a Bergoglio “por seu testemunho de proximidade com aqueles que enfrentam as consequências da guerra, perseguição e sofrimento”, a mensagem se conclui com um convite aos bispos da América Latina e do Caribe a fim de que promovam “entre os sacerdotes, os religiosos e os fiéis a oração constante que acompanha o Sucessor de Pedro para que sua visita ao Iraque produza frutos pastorais abundantes e promova o diálogo inter-religioso”.