Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

CanSino pede à Anvisa uso emergencial de sua vacina contra a Covid-19; imunizante é de dose única

Por Agência Rádio 2 – 20/05/2021

 

O Brasil poderá ter um novo imunizante chinês contra o coronavírus 

O laboratório chinês CanSino pediu para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária autorização temporária para uso emergencial em caráter experimental do imunizante contra a Covid-19 que desenvolveu.  

A vacina, que leva o mesmo nome da empresa, CanSino, já está em uso na China e é aplicada em apenas uma dose.  

Em nota, a Anvisa confirma que recebeu o pedido na última terça-feira, dia 18 de maio, pouco antes da meia noite. 

A Agência já começou a analisar a documentação.  

De acordo com a Lei 14.124, de 10 de março de 2021, a Anvisa tem prazo de até 7 dias úteis para se manifestar, caso todos os requisitos legais tenham sido cumpridos pela empresa solicitante. 

O imunizante CanSino, que é produzido a partir de um adenovírus humano não replicante, foi desenvolvido em parceria com a Academia de Ciências Médicas Militares da China. 

Os ensaios clínicos foram feitos no Paquistão, na Rússia, no Chile, na Argentina e no México.