Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Brasileiro está com mais medo do desemprego do que estava há um ano; percepção sobre a economia também piorou

Por Milena Abreu, da Agência Rádio 2

 

Maioria dos brasileiros acredita que o desemprego no país vai aumentar nos próximos meses.

Pesquisa realizada pela Associação nacional das instituições de crédito, financiamento e investimento e pela Kantar revela que essa é a avaliação de 2 em cada 3 brasileiros .

A pesquisa ouviu, pela internet, duas mil pessoas das classes A, B, C e D em todo o país entre os dias 2 e 16 de outubro.

67% dos entrevistados disseram temer uma alta do desemprego – para comparação, em outubro de 2019, antes da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus, portanto, esse percentual era de 55%.

Vale destacar outros pontos da pesquisa, como o fato de só 18 em cada 100 entrevistados terem afirmado estar tranquilos em relação ao atual emprego ou fonte de renda.

Para 59%, o cenário é de atenção ou preocupação e 23 em cada 100 afirmaram estar desempregados.

Ainda de acordo com a pesquisa, o brasileiro está mais pessimista com a economia do que estava há um ano.

O percentual dos que consideram a situação econômica do Brasil boa hoje caiu de 14%, em outubro de 2019, para 9%, em outubro de 2020. E a quantidade de pessoas que consideram a situação péssima aumentou: foi de 15% para 19%, mantendo o mesmo período de comparação.

32% consideram a situação atual ruim e 37%, regular. Apenas 2 em cada 100 avaliam que a situação econômica do nosso país está ótima.