Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Brasil tem 134 mil mortes e 4,4 milhões de casos acumulados desde o início da pandemia

O Ministério da Saúde registrou 36 mil, 820 casos e 987 novas mortes por Covid-19 entre terça e quarta-feira.

Com isso, de acordo com balanço diário do Ministério da Saúde, atualizado no fim da tarde desta quarta-feira, o nosso país agora acumula 4 milhões, 419 mil e 83 infectados e 134 mil, 106 mortes em decorrência de complicações causadas pelo novo coronavírus.

Assim como no aconteceu na terça-feira, o boletim desta quarta trouxe uma quantidade de óbitos maior do que a média registrada na última semana, que foi de menos de 800 óbitos diários.

Para lembrar, de segunda para terça foram incluídos MIL, 113 óbitos, a maior quantidade diária registrada em duas semanas.

Ainda de acordo com o painel de monitoramento do Ministério da Saúde, que consolida dados enviados pelos estados, 564 mil, 665 pacientes estão em acompanhamento no país, com diagnóstico positivo para o novo Covid-19 e, dos mais de 4 milhões e 400 mil infectados até o momento, cerca de 3 milhões, 720 mil venceram a doença e estão recuperados.

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro efetivou o general Eduardo Pazuello no cargo de ministro da Saúde. O militar já estava há quase 4 meses no comando da pasta, como interino.

Pazuello é o terceiro Ministro da Saúde desde o início da pandemia. Luiz Henrique Mandetta estava no cargo no início da crise sanitária, mas foi demitido por Bolsonaro em meados de abril, por divergências relacionadas ao enfrentamento da pandemia; o médico Nelson Teich, então, assumiu o cargo, e, antes de completar um mês como ministro, pediu demissão após sofrer pressão do presidente para apoiar o uso da cloroquina — remédio cuja eficácia contra o coronavírus não é comprovada.

 

Por Radio 2