Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Bolsonaro debocha de quem chora os mortos e chama de idiota quem pede a compra de vacinas contra Covid-19

Da Redação – 05/03/2021

 

Jair Bolsonaro voltou a criticar pessoas que se solidarizam com a perda de vidas provocada pela Covid-19.

Em evento com agricultores em Goiás, o presidente do Brasil disse ABRE ASPAS: Chega de frescura e de mimimi. Vamos ficar chorando até quando? FECHA ASPAS.

O discurso foi na inauguração do trecho de 172 quilômetros da Ferrovia Norte-Sul, em São Simão.

Além de elogiar os trabalhadores do campo, que não pararam durante a crise sanitária, Bolsonaro atacou quem defende medidas de restrição na economia para combater a pandemia.

O comandante da Nação considera “frescura” fechar o comércio nos municípios e cobrou dos governantes que repensem a política de flexibilização.

Já em Uberlândia, no estado de Minas, o presidente adotou tom ainda mais ofensivo ao chamar de idiota aqueles que pedem ao governo para comprar vacinas.

Em suas palavras, Bolsonaro afirmou ABRE ASPAS: tem idiota que a gente vê nas redes sociais, na imprensa, dizendo ‘vai comprar vacina’. E ele mesmo responde: só se for na casa da tua mãe. Não tem vacina para vender no mundo. FECHA ASPAS.

As novas afirmações vão para o caderno de frases desconectadas do presidente. Em outubro passado, Bolsonaro negou e desautorizou a compras de doses da Coronavac pelo Ministério da Saúde.

Em dezembro, liberou 20 BILHÕES DE REAIS para a aquisição de doses do imunizante contra o novo coronavírus, mas continuou menosprezando a vacinação.

As declarações desta semana ocorrem exatamente no momento em que o Ministério da Saúde assinou contratos para obter doses das vacinas da Pfizer e da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson.