Banco de leite da Santa Casa precisa de doadoras

Informações: Assessoria da Santa Casa – 12/01/2021

 

O número de voluntárias caiu mais de 70%. Para ser doadora, basta fazer um cadastro, passar por exames e a equipe do Banco de Leite vai buscar as doações

 

Banco de Leite precisa de pelo menos 30 doadoras para manter os estoques – Foto: Assessoria Santa Casa

O Banco de Leite da Maternidade da Santa Casa precisa de mães doadoras de leite materno.

O número de voluntárias caiu mais de 70%. Até o fim de 2020, 60 mães estavam cadastradas e faziam as doações. Hoje, o Banco conta com apenas 16 voluntárias.

 

“Normalmente, nessa época do ano, em função das férias e das viagens em família, as doações diminuem. Mas neste ano, a queda foi mais acentuada”, explica o pediatra e coordenador do Banco de Leite, André Giusti.

 

O leite materno doado é oferecido para os bebês prematuros internados na UTI Neonatal e também na UCIN (Unidade de Cuidados Intermediários). Importante ressaltar que é o alimento ideal para os recém-nascidos. O Ministério da Saúde recomenda que os bebês mamem exclusivamente no peito até os seis meses. E continue sendo amamentados até 2 anos ou mais. “Além de ser rico em anticorpos, ele tem outros fatores que ajudam a combater uma possível infecção, o que faz com o que o bebê se desenvolva de maneira melhor e mais segura e, dessa forma, receba alta mais rapidamente”, afirma o coordenador do Banco de Leite.

 

COMO SE TORNAR UMA DOADORA

Para ser doadora, basta procurar o Banco de Leite, que fica dentro da Maternidade da Santa Casa. A candidata à doação passa por exames e faz um cadastro. Ela recebe frascos e outros materiais para fazer a doação. Então, uma vez por semana, a equipe do Banco passa para buscar o leite.  O atendimento é feito todos os dias, incluindo feriados, das 7h às 18h. O telefone para contato é o (16) 3509-1175.

 Nós do Banco de Leite precisamos somente da ‘sobra’. Ou seja, a mãe amamenta o seu bebê até que ele fique satisfeito e faz a ordenha e o armazenamento apenas do excedente. Então, ela guarda essa doação no congelador ou no freezer e nós vamos buscar na casa dela”, ressalta o pediatra e coordenador do Banco de Leite, André Giusti.