Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Auxílio deve ser liberado em março; medida pode ser compensada com novo tributo

Por Agência Rádio 2 – 12/02/2021

 

Novo auxílio emergencial do governo pode começar a ser pago em março.

A data foi sugerida pelo presidente Jair Bolsonaro, ao conversar com jornalistas após evento para entrega de títulos de terra em Alcântara, no Maranhão.

Bolsonaro informou que o valor ainda não foi definido e que as parcelas poderão ser liberadas por três ou quatro meses.

Os repasses serão destinados a trabalhadores informais, mas para que isso ocorra é preciso que o Congresso aprove um projeto de lei com a medida.

Para bancar o novo auxílio emergencial, o governo e os parlamentares estudam a criação de um imposto temporário, informa o jornal o Estado de S.Paulo.

Uma das sugestões é que ele seja nos moldes da CPMF sobre transações financeiras, mas a ideia enfrenta resistência no Congresso.

O presidente Jair Bolsonaro também se manifestou contra a criação do novo tributo.

Mas para retomar o auxílio emergencial, o governo precisa cumprir a meta de resultado primário, exigida pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

A meta é definida pela diferença entre o que é arrecadado com impostos e tributos e as despesas.