Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Após recusar oferta, governo anuncia compra de 14 milhões de doses da vacina Pfizer contra a Covid-19

Por Agência Rádio 2 – 09/03/2021

 

Governo federal anunciou, na segunda-feira, a compra de 14 milhões de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 para entrega até junho.

A decisão corrige uma falha no combate à pandemia no ano passado, quando a farmacêutica ofertou a entrega do imunizante até dezembro e foi recusada pela gestão Bolsonaro.

Na época, A Pfizer ofereceu um lote de 70 milhões de doses, que adquiridas em agosto, chegariam ao Brasil até o fim do ano.

Não houve acordo e o governo brasileiro alegou que não aceitaria as condições draconianas impostas pelo laboratório.

As autoridades se referiam a uma exigência do fabricante de não se responsabilizar por eventuais efeitos colaterais.

A mudança de postura veio com uma reunião por videoconferência de Bolsonaro com o presidente mundial da Pfizer, Albert Bourla.

O acordo antecipou uma grande quantidade de doses – CINCO MILHÕES – que estavam previstas para o segundo semestre e serão entregues entre maio e junho.

Com isso, o Brasil passa a ter 14 milhões de doses da vacina da Pfizer disponíveis até a metade do ano.

Até o fim de 2021 o governo brasileiro negocia 99 milhões de doses do laboratório, além de uma compra de 30 milhões da vacina produzida pela Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson.