Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Anvisa orienta e estados suspendem aplicação da vacina de Oxford em grávidas

Por Agência Rádio 2 – 11/05/2021

 

Estados e municípios suspendem preventivamente do uso da vacina contra a Covid de Oxford/AstraZeneca na imunização de grávidas.

Até às 10 e meia da manhã desta terça-feira, a medida já havia sido anunciada por localidades de pelo menos 12 estados, incluindo Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Mato Grosso do Sul.

A decisão atende a pedido feito pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Na noite desta segunda, 10 de maio, a Anvisa recomendou a suspensão imediata da aplicação do imunizante no grupo em questão.

Em nota, a Agência reguladora orienta que o Programa Nacional de Imunização siga a indicação da bula da vacina AstraZeneca, que não prevê a aplicação em grávidas sem recomendação médica

Ainda segundo a Agência, a orientação de pedir a suspensão é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra a Covid em uso no país.

A recomendação, neste momento, é que só sejam aplicadas nas grávidas apenas a CoronaVac e a vacina da Pfizer.