70% das pessoas que moram em casas com algum tipo de inadequação no Brasil são pretos ou pardos, diz IBGE

Por Milena Abreu, da Agência Rádio 2

 

Casas com algum tipo de inadequação são habitadas em sua maioria, aqui no Brasil, por pessoas pretas ou pardas.

É o que aponta levantamento do IBGE, com dados da Pnad, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2019, segundo reportagem publicada no jornal Folha de São Paulo.

No ano passado, 45 milhões e 200 mil pessoas aqui no Brasil, pouco mais de 20% da população total, portanto, moravam em 14 milhões e 200 mil domicílios com algum tipo de inadequação.

Nos critérios do IBGE, são imóveis, por exemplo, sem banheiro exclusivo, ocupados com adensamento de mais três moradores para cada dormitório, com taxa de aluguel que compromete mais de 30% da renda familiar ou com a ausência de documento de propriedade do imóvel.

Esses problemas, no entanto, aparecem de forma desigual no território brasileiro.

A falta de banheiro, no ano passado, por exemplo, atingia 11% da região Norte do País e só 0,2% do Sul e Sudeste; já o custo excessivo com aluguel alcançou os maiores índices na região Sudeste e o menor na região Norte.