Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

22% dos brasileiros adultos são obesos; entre crianças de até 5 anos, proporção é de uma a cada dez

Por Agência Rádio 2 – 23/03/2022

 

Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que 22 em cada 100 brasileiros adultos sofrem com a obesidade.

O peso em excesso é considerado doença crônica e está entre os principais fatores de risco para doenças cardiovasculares, diabetes e vários tipos de tumores malignos, além de também estar associado a uma expectativa de vida menor.

Por isso, a endocrinologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Renata da Cunha Scalco, alerta: a obesidade não deve ser negligenciada nem nos primeiros anos de vida.

SONORA

Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil indica que, atualmente, uma em cada dez crianças de até cinco anos de idade está acima do peso no Brasil.

A ingestão cada vez maior de comidas mais calóricas e menos nutritivas, como as fast foods, e a falta de exercícios físicos são os principais fatores para o aumento da obesidade entre adultos e crianças.

Comer muito rápido também contribui para o ganho de peso e a endocrinologista Renata Scalco explica por quê.

Para diminuir os riscos de obesidade infantil, a nutricionista da rede de hospitais São Camilo de São Paulo, Tatiana Bononi diz que os bons hábitos alimentares devem ser incentivados desde muito cedo e propagados em família.

O tratamento da criança ou do adulto obeso deve ser feito por equipe formada por diferentes especialistas.

As soluções rápidas de emagrecimento, disponíveis no mercado, não são recomendadas. Elas não trazem resultados positivos e, dependendo da situação, podem colocar a vida do paciente em risco.